Pode, o capital, acumular indefinidamente? A partir dessa inquietação clássica da Economia Política, a cientista, professora e militante marxista Rosa Luxemburgo se lançou a encontrar a resposta. Sua tese defende que, para haver expansão e acumulação, o capitalismo necessitou de seu braço político, o imperialismo. Em A acumulação do capital Rosa Luxemburgo descreve e formula as condições históricas e sociais que viabilizam a expansão e a acumulação do capital. Tomando por base o imperialismo – com suas políticas violentas, militarizadas, desagregadoras e exploratórias de povos e terras –, bem como o regime financeiro internacional – por meio de empréstimos e especulações –,  Luxemburgo expõe a estrutura capitalista global de acumulação e crescimento.  

Edição com tradução do célebre autor e cientista político Luiz Alberto Moniz Bandeira. Prefácio de Fábio Mascaro Querido, professor do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Estadual de Campinas.

A Acumulação do Capital

R$79.90Preço