“É inútil fazer com mais aquilo que pode ser feito com menos.”

Com esse raciocínio límpido e engenhosamente simples, Guilherme de Ockham, um frade franciscano que viveu na Inglaterra do século XIV, desencadeou uma revolução na forma de entender o mundo.

Seu princípio filosófico ficou conhecido como “a navalha de Ockham” e pode ser resumido assim: soluções simples são preferíveis, e com mais frequência verdadeiras, quando se trata de explicar fenômenos naturais.

Neste livro, o cientista Johnjoe McFadden nos convida a uma viagem por 2 mil anos no tempo pela história da ciência e de como a simplicidade preconizada por Ockham desvendou grandes mistérios da natureza e do cosmo.

Dos primeiros astrônomos da Mesopotâmia à descoberta do átomo, passando pelos gregos e acelerando até as teorias de Darwin e os segredos do DNA, a navalha ofereceu respostas que até hoje fascinam cientistas e filósofos.

Para o autor, a simplicidade está para a ciência como os números estão para a matemática e as notas para a música. Se é assim, só o futuro dirá quantas maravilhas ainda poderá revelar – em todos os campos do conhecimento.

A navalha de Ockham -O princípio filosófico que libertou a ciência e ajudou a ex

R$59.90Preço
Apenas 1 em estoque