Certamente você já fez alguma loucura para jogar pelada, antecipou um voo, mentiu para o chefe, avançou sinais de trânsito, pegou acostamento, deixou o filho com algum amigo-babá, na beira do campo, enfim, deu o seu jeito. Essa paixão ensandecida pela bola causa constantes crises conjugais e já resultou até em fuga de presídio. Se você é boleiro profissional se reconhecerá em algumas das 50 crônicas que o jornalista Sergio Pugliese compilou em "A Pelada Como Ela É". São textos divertidos, hilários, trágicos, dramáticos, épicos, mas, acima de tudo, verídicos, por mais incrível que possa parecer.

A pelada como ela é

R$64.00Preço