Denis Diderot é frequentemente associado à existência da primeira enciclopédia abrangente do mundo. Mas sua escrita mais ousada ocorreu nas sombras. Levado à prisão por seu ateísmo em 1749, decidiu reservar seus melhores livros para a posteridade. Cada vez mais atual em um mundo que discute a polarização política, desafiou todas as verdades de seu século, desde a santidade da monarquia até a justificativa racial do comércio de escravos.

Diderot e a arte de pensar livremente

R$84.90Preço
Esgotado