top of page

Umas das maiores ficcionistas do século XX, Virginia Woolf foi também ensaísta prolífica e inovadora, tendo escrito profissionalmente resenhas e artigos para periódicos, como o Times Literary Supplement , durante toda sua vida. Tal como na prosa de ficção, também nos ensaios ela ultrapassa os limites dos gêneros literários, propondo uma forma de pensar e de escrever mais aberta e menos categórica, que não se conformava aos padrões vigentes, de tradição fortemente masculina: “um livro de mulher não é escrito como seria se o autor fosse homem”.

Os ensaios reunidos neste volume ― com seleção, tradução, apresentação e notas de Leonardo Fróes ― foram escritos entre 1905 a 1940 e cobrem os principais temas de sua vasta produção, com destaque para os ensaios literários e os biográficos, ambos majoritariamente dedicados a figuras femininas, como Jane Austen, as irmãs Brontë, Christina Rossetti e Mary Wollstonecraft, cujas vidas e obras Virginia resgata e homenageia.

No âmbito da teoria, “Ficção moderna”, “Carta a um jovem poeta” ou “Poesia, ficção e o futuro” revelam uma escritora com enorme integridade crítica e capacidade analítica. “Mulheres e ficção”, de 1929 (protótipo do famoso ensaio Um quarto todo seu ), permanece até hoje um estudo inspirador sobre as condições materiais e simbólicas da literatura escrita por mulheres. Já em “A morte da mariposa”, Virginia Woolf conjuga reflexão filosófica e alta carga dramática ao tratar de um acontecimento tão singelo quanto a morte de um inseto.

No conjunto, estes Ensaios seletos franqueiam ao leitor o acesso a uma das mentes mais brilhantes da história da literatura, em textos de uma lucidez e atualidade impressionantes.

Ensaios seletos

R$ 92,00Preço
Somente 1 em estoque
    bottom of page