Oitavo livro de poemas de um dos principais escritores brasileiros em atividade.

"Pensar é coisa trabalhosa. A ignorância/ é o sumo bem dos cidadãos de bem,/ é a verdadeira marca dos eleitos./ Ter sucesso é não ter que saber. Saber cansa", escreve Paulo Henriques Britto no poema "Vers de circonstance (Brasil, 2020)". Com ceticismo e sarcasmo, o poeta alia verve ao rigor da forma fixa em um de seus livros mais mordazes — e em muitos momentos retrata diretamente os dias que correm, pautados pela fé cega e pelo desprezo pela racionalidade.

"Este é um espetáculo extraordinário de precisão e inventividade. Nada sobra, e tudo surpreende. […] O coloquialismo amalgamado à dicção intelectual (recurso no qual se tornou mestre) […]. A capacidade de desenvolver uma ideia (alô, João Cabral, Wallace Stevens!) como quem constrói, tijolo por tijolo, um edifício. Só para depois, por pura curtição, botá-lo abaixo." — Fabrício Corsaletti

Fim de verão

R$59.90Preço
Apenas 1 em estoque