A noção da sexualidade das plantas foi iniciada pelo botânico e físico sueco Carlos Linnaeus (1707-1778). Trabalhando com uma coleção de mais de 20.000 espécimes, Linnaeus agrupou flores e plantas em um Calendarium Florae e classificou as espécies de plantas de acordo com o número e a disposição de seus órgãos reprodutivos, traçando paralelos com os órgãos genitais humanos. Embora muito controversa na época, a afirmação de que os estames e pistilos de uma planta são a transcrição da genitália humana deu origem a uma "revolução sexual"

Herbarium Amoris - A vida amorosa das plantas

R$230.00Preço
Apenas 1 em estoque