Em 19 de novembro de 2018, Carlos Ghosn foi detido pelas autoridades japonesas assim que desembarcou no aeroporto de Tóquio. Executivo de reconhecimento internacional pelo seu trabalho como CEO da Renault e da Nissan, foi imediatamente isolado em um presídio, sem saber ao certo sob que acusação. Carlos vinha de Beirute, onde passara o fim de semana com sua esposa Carole, que só soube do que havia acontecido com o marido quando estava prestes a desembarcar em Nova York.
Juntos, sempre é o relato escrito a quatro mãos sobre o período em que o casal foi mantido separado. No dia a dia da prisão e nos períodos de liberdade vigiada, acompanhamos uma trama sobre traição no meio empresarial, acusações de uso indevido de bens corporativos, a ação diplomática de três países – já que Carlos é cidadão brasileiro, francês e libanês – e os bastidores do severo sistema judicial nipônico.
Alternando o ponto de vista entre o casal a cada capítulo, acompanhamos a luta dos dois para provar a inocência de Carlos. O sofrimento da separação, que incluiu um longo período em que os dois foram proibidos até mesmo de se comunicar, só teve fim após uma ação espetacular. Manchete em todo o mundo, Carlos conseguiu despistar as autoridades japonesas e abandonar o país para, finalmente, se estabelecer em Beirute com Carole, onde vivem até hoje.

Juntos, Sempre

R$59.90Preço