Ben Horowitz - investidor de risco, especialista em gestão e campeão de vendas pelo ranking literário do New York Times - busca lições na história e nas práticas empresariais modernas e as associa a surpreendentes conselhos práticos para ajudar os executivos a construir uma cultura capaz de resistir aos altos e baixos da vida empresarial. Há muito tempo que Ben Horowitz é fascinado pela história, sobretudo pelo fato de as pessoas muitas vezes agirem de maneira muito diferente do que seria de esperar. Elas são moldadas pela época e as circunstâncias em que nasceram - mas alguns líderes conseguiram dar forma à sua época. Em Você é o que você faz, ele volta sua atenção para uma pergunta que toda organização precisa responder: como criar e sustentar a cultura que se pretende ter? Para Horowitz, a cultura é o modo como a empresa toma decisões. É o conjunto de pressupostos no qual os funcionários se baseiam para resolver os problemas do cotidiano: devo me hospedar num hotel barato ou no Four Seasons? A cor deste produto deve ser discutida por 30 minutos ou 30 horas? Se a cultura não for moldada conscientemente, será ou um acidente ou um simples erro. Você é o que você faz explica como moldar a cultura conscientemente, pondo em foco quatro modelos de liderança e construção cultural: Toussaint Louverture, o líder haitiano da única rebelião de escravos bem-sucedida do mundo; os samurais, que governaram o Japão por 700 anos e deram forma à cultura japonesa moderna; Gêngis Khan, construtor do maior império em toda a história; e Shaka Senghor, um condenado por homicídio que dirigia a gangue mais temível do presídio e acabou transformando toda a cultura prisional. Horowitz associa esses exemplos de liderança com modernos estudos de caso. Fala, por exemplo, de como as técnicas culturais de Louverture foram (ou deveriam ter sido) aplicadas por Reed Hastings na Netflix, Travis Kalanick na Uber e Hillary Clinton; fala também de como a visão de inclusão cultural de Gêngis Khan encontra um paralelo no trabalho de Don Thompson, o primeiro CEO afro-americano do McDonald's, e de Maggie Wilderotter, que presidiu a Frontier Communications. Depois, Horowitz fornece orientações para ajudar qualquer empresa a compreender a própria estratégia e construir uma cultura de sucesso. Você é o que você faz é uma viagem pelo universo da cultura organizacional antiga e moderna. Ao longo do caminho, vai respondendo a perguntas fundamentais para qualquer organização: quem somos? Como as pessoas falam de nós quando não estamos presentes? Como tratamos nossos clientes? Somos rápidos para atendê-los? Somos dignos de confiança? Você não é os valores listados na parede, não é o que diz ser nas reuniões em que todos os funcionários estão presentes. Não é as campanhas de marketing e não é sequer o que acredita ser. Você é o que você faz. O objetivo deste livro é ajudá-lo a fazer o que precisa fazer a fim de se tornar o líder que gostaria de ser - e que os outros gostariam de seguir.Ben Horowitz - investidor de risco, especialista em gestão e campeão de vendas pelo ranking literário do New York Times - busca lições na história e nas práticas empresariais modernas e as associa a surpreendentes conselhos práticos para ajudar os executivos a construir uma cultura capaz de resistir aos altos e baixos da vida empresarial. Há muito tempo que Ben Horowitz é fascinado pela história, sobretudo pelo fato de as pessoas muitas vezes agirem de maneira muito diferente do que seria de esperar. Elas são moldadas pela época e as circunstâncias em que nasceram - mas alguns líderes conseguiram dar forma à sua época. Em Você é o que você faz, ele volta sua atenção para uma pergunta que toda organização precisa responder: como criar e sustentar a cultura que se pretende ter? Para Horowitz, a cultura é o modo como a empresa toma decisões. É o conjunto de pressupostos no qual os funcionários se baseiam para resolver os problemas do cotidiano: devo me hospedar num hotel barato ou no Four Seasons? A cor deste produto deve ser discutida por 30 minutos ou 30 horas? Se a cultura não for moldada conscientemente, será ou um acidente ou um simples erro. Você é o que você faz explica como moldar a cultura conscientemente, pondo em foco quatro modelos de liderança e construção cultural: Toussaint Louverture, o líder haitiano da única rebelião de escravos bem-sucedida do mundo; os samurais, que governaram o Japão por 700 anos e deram forma à cultura japonesa moderna; Gêngis Khan, construtor do maior império em toda a história; e Shaka Senghor, um condenado por homicídio que dirigia a gangue mais temível do presídio e acabou transformando toda a cultura prisional. Horowitz associa esses exemplos de liderança com modernos estudos de caso. Fala, por exemplo, de como as técnicas culturais de Louverture foram (ou deveriam ter sido) aplicadas por Reed Hastings na Netflix, Travis Kalanick na Uber e Hillary Clinton; fala também de como a visão de inclusão cultural de Gêngis Khan encontra um paralelo no trabalho de Don Thompson, o primeiro CEO afro-americano do McDonald's, e de Maggie Wilderotter, que presidiu a Frontier Communications. Depois, Horowitz fornece orientações para ajudar qualquer empresa a compreender a própria estratégia e construir uma cultura de sucesso. Você é o que você faz é uma viagem pelo universo da cultura organizacional antiga e moderna. Ao longo do caminho, vai respondendo a perguntas fundamentais para qualquer organização: quem somos? Como as pessoas falam de nós quando não estamos presentes? Como tratamos nossos clientes? Somos rápidos para atendê-los? Somos dignos de confiança? Você não é os valores listados na parede, não é o que diz ser nas reuniões em que todos os funcionários estão presentes. Não é as campanhas de marketing e não é sequer o que acredita ser. Você é o que você faz. O objetivo deste livro é ajudá-lo a fazer o que precisa fazer a fim de se tornar o líder que gostaria de ser - e que os outros gostariam de seguir.

Você é o que você faz: Como criar a cultura da sua empresa

R$39.90Preço