ARGUMENTO 40 ANOS

Exatamente que vento soprava naquele ano de 1979 para que uma mulher, sem qualquer experiência prévia no comércio, resolvesse abrir uma livraria na cidade do Rio de Janeiro? Uma mulher, não, sete ao todo.

Comecemos pela primeira.

A mulher que fundou a Argumento se chamava Dalva e era esposa do editor Fernando Gasparian que acabara de fechar o semanário de oposição ao governo militar “Opinião “, e que tocava com igual coragem a editora Paz e Terra. Sentindo dificuldade em colocar seus livros nas estantes das principais livrarias devido à ideologia dos seus autores, Fernando buscava uma solução quando então Dalva, que voltara a cursar Sociologia na PUC, teve a ideia: “Por que não abrimos nós uma livraria?”

Dalva e Fernando Gasparian

E foram desenvolvendo a ideia animadamente encontrando em seguida o nome desse novo empreendimento numa revista de cultura, filhote do Opinião, que havia sido fechada pela censura anos antes. A livraria se chamaria Argumento.
 

Resolveram abrir primeiro em São Paulo e encontraram logo um bom ponto na rua Oscar Freire. Faltava abrir uma no Rio de Janeiro.

A escolha do local foi o próximo passo. Como Dalva gostava muito do bairro onde morava, o Leblon, e adorava caminhar por suas ruas, ficou decidido que teria que ser razoavelmente perto de casa. Assim, a caminhada do dia estava garantida.

Fernanda Montenegro, Fernando Torres e Barbara Heliodora

No dia em que assinaram o contrato de locação da pequena loja, de pouco mais de 60 metros quadrados, na então desconhecida rua Dias Ferreira, Fernando saiu para jantar com os editores Alfredo Machado e Sergio Lacerda. E depois os levou para ver o local. Alfredo, com todo a sua experiência comercial foi taxativo:​ “Não vai durar nem 6 meses. A rua é péssima com pouquíssimo movimento de pedestres.”

Fernando só revelaria essa observação para sua cada vez mais animada esposa, no sétimo mês após a inauguração.

 

Afinal, não queria desanimá-la.

Adriana Calcanhoto na Argumento Leblon

Dali em diante, e com um excelente mix de livros de ciências sociais (a moda de então) publicados pelas editoras estrangeiras Siglo Veintiuno, Penguin e Gallimard, além das edições heroicas das nacionais Paz e Terra, Zahar editores e Civilização Brasileira, foi uma animação contagiante.

Aquele pequeno espaço, com suas estantes e livros, seria palco de gigantescos acontecimentos políticos e culturais. A noite de autógrafos do livro “Não à recessão e ao desemprego “, de Celso Furtado e a de “Tempo de Arraes “de Antônio Callado, colocou definitivamente a rua Dias Ferreira no mapa do Brasil. As filas iam até o Baixo Leblon que respondia mandando mais gente para a pequena loja.

Fernandoa Torres e João Ubaldo Ribeiro na comemoração do Bloomsday na Argumento Barra

Ali, Dalva conheceu autores que regressavam do exílio para ocupar um papel importante na vida nacional. Um deles foi Fernando Gabeira que lançaria neste mesmo ano de 1979 o seu “O que é isso, companheiro” que acabaria virando o primeiro bestseller da Argumento.

Os estudantes da PUC e da Nacional, vinham ajudar a abrir as caixas de livros importados tão logo corria a informação nos pilotis da sua chegada. Era uma festa no segundo andar da livraria.

 

As noites de autógrafos se multiplicavam e nessas exatas 2040 semanas calcula-se terem ocorrido mais de 6 mil delas.

 

Relacionar todos que lançaram seus livros na Argumento é impossível.

 

Fiquemos, como exemplo, com as boas lembranças de cinco apenas: João Cabral de Mello Neto, Caio Fernando de Abreu, Bárbara Heliodora, José Mindlin e Manoel Carlos.

Em 1993, a livraria muda de endereço permanecendo na mesma rua. Sai do número 199 para um espaço 5 vezes maior no número 417, endereço atual.

Da esquerda para direita Marcus, Laura, Dalva e Eduardo Gasparian

Voltam a trabalhar na Argumento os filhos de Dalva: Laura, Eduardo e Marcus com uma nova ideia: fazer um mix de livraria, loja de música e um café no fundo.

Assim, nasce o Café Severino, mudando para sempre a maneira das pessoas se relacionarem com as livrarias.  Elas passam a ser pontos de encontro, reuniões e debates. Ajuda também a trazer para as livrarias muita gente que não costumava frequentá-las. E assim, com um maior contato com os livros, acabam por se tornar leitores. Muitas das crianças que vinham acompanhando os seus pais para o café da manhã dos finais de semana também adquirem o gosto pela leitura e hoje, passados alguns anos, trazem seus próprios filhos para nossas lojas.

Inova mais uma vez quando decide permanecer aberta até 00h30 e abrir aos domingos, mudando assim, e mais uma vez, o habito de consumo dos leitores cariocas.

Livraria Argumento Barra no início

No ano de 2000, a Argumento abre sua segunda loja no Rio, na Barra da Tijuca, dentro do shopping Rio Design Barra e mantém a mesma filosofia: trabalhar com livreiros e não com vendedores.

 

Percebe rapidamente que tamanho de loja já não é mais fundamental e investe em garantir uma boa experiência para o público em suas lojas. Seja encontrando uma boa conversa com os livreiros ao som de uma música especialmente escolhida para aquele momento do dia, seja comendo um welsh rarebit ou um café com bolo no Café Severino.

Essa nova experiência faz com que o dramaturgo Manoel Carlos perceba que esse novo espaço era rico em histórias, e escreve duas novelas que passam dentro da Argumento (Laços de Família e Páginas da Vida).

 

Agora a Argumento investe em cursos de literatura, filosofia e história em seus espaços, recebendo turmas de 50-60 pessoas por aula. E assim, segue em frente levando cada vez mais experiências e livros para seus clientes.

Lan, Chico Caruso e Eliana Caruso

Voltamos ao primeiro parágrafo desse texto para contar sobre as outras 6 mulheres que, assim com Dalva, abriram livrarias que completam 40 anos. São elas: Kiki Machado, que juntamente com Aloisio Leite, abriu a Timbre e Dona Yacy Mattos de Moraes que junto com suas filhas Renata e Claudia e ainda a escritora Ana Maria Machado e Maria Eugênia Silveira abriu a Malazartes.

No dia 29 de agosto, a partir das 19 horas, celebraremos essas sete mulheres e suas criações

na Argumento do Leblon.

Confira alguns registros de nossa história

DÚVIDAS DE COMO COMPRAR? ACESSE NOSSO GUIA DE COMPRAS

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

© 2017 Livraria Argumento. Rua Dias Ferreira, 417 | Leblon

CNPJ 300145910001-17